18 de abr de 2015

Um amor ou uma vida inteira?

Sobre como uma menina decidiu continuar.

Ela gosta de usar a terceira pessoa. Nunca admite ser quem ela é. Um dos seus maiores defeitos é não saber quando parar de se apaixonar. Se apaixona por tudo, momentaneamente. É muito superficial, assim como tudo em sua vida. Ela nasceu na meia dúzia, no meio do ano e no meio do mês. Sua casa se localiza no meu do quarteirão. Ela meio uma pessoa e meio outra. Mas não deixa e não gosta que falem disso para ela. É só ela. 
Desde de pequena sonhou com o seu "grande"amor. Agora, concluiu que não precisa ser tão grande assim. Na fala não fala o que pensa, mas nas palavras diz tudo aquilo o que a representa. Não, seu amor ainda não veio. Talvez venha muito, muito devagar. Talvez venha de longe, segundo seu horóscopo. Já foi mais paranoica. Agora só é ela. Quase sem restrições. Se não fosse os "quases". Um texto nunca vai ser suficiente. Um amor de paraquedas também não. Deseja um amor a longo prazo. Que seja intenso na medida certa. Um amor que não tire a sua vida dos trilhos. Um amor que fique. Um amor que seja sua vida. 

28 de nov de 2014

E ponto.

Flor de Liz | via Tumblr

Dos teus olhos saltam luzes,
da tua boca,
amor.
Por que teu beijo já não é o mesmo?
Não me julgues tão rápido, baby.
Já te falei como é.

Onde estão as promessas?
Para onde foi o encanto?
De certo se perderam naquele
Adeus.

Só não minta para mim amor,
nem iluda também.
Não tente mudar a letra
do que já foi escrito.

Aceite, assim como eu te aceito.

Nós estamos escritos um no outro.

Porque é simples não saber parar

Cute

Daí eu escrevi e tocou meu coração.

Escrevi um bilhete a mim mesma, com a intenção de não esquecer.
Escrevi como um alerta.
Escrevi para desabafar.
Escrevi para emocionar.
Escrevi para rimar.
Escrevi por escrever.
Escrevi o que vi. O que vivi. O que ouvi.
Escrevi para falar de ti.
Escrevi para ser eu.
Escrevi sem pensar.
Escrevi para ninguém ler.
Escrevi para sonhar.

Continuarei escrevendo, tecendo, escolhendo as letras certas para algo formar. Farei isso até quando puder. Até me desgastar. Irei longe com essa história de tanto inventar. Usarei rimas baratas, pois de pouco importa do que são feitos meus pensamentos. Irei até onde minhas mãos puderem me levar. Que seja perto, que seja longe. Que seja para sempre ou por mais uns segundos. O que importa é o que está dentro. E até onde a gente consegue enxergar. 

3 de ago de 2014

Letras quaisquer




E pra você guardei o melhor de mim.

Só sou mais uma garota apaixonada, daquelas bem românticas que quando ouve uma música fica imaginando (relembrando) momentos. Aquela que chora ao ler um bom livro de romance e ao assistir um bom filme.
[...]
Sou apaixonada pela vida.

Não sei me entregar sem sofrer depois. Por mais que eu lute, não consigo escrever nada que não me faça lembrar de ti. Ti.
Olha só o que causou... Só olha. Eu.

Mas o tempo passa e o sentimento se vai também. Se eu guardo alguma coisa? Não sinto mais nada.
Neutralizada.
Quantos dias, meses, anos ainda vão?
Nunca saberei. Na real.
É que sou romântica. Daquelas que se apaixonam e não se entregam. Mas romântica.

Só guardo o necessário. [Levo comigo o que sei que nunca me deixará.]

Então tchau. Porque adeus é pra sempre. E por mais que não queira que isso acabe, eu [...]